212

Esse é um post cheiroso.

Eu sempre gostei muito de conhecer novos perfumes, principalmente por conta das embalagens, e apesar de ter alguns cheirinhos pra “chamar de meu” (como Dolce & Gabbana Light Blue, Moschino I Love Love (sim, ambos são bem parecidos), L`acqua di Fiori H20 Ice e alguns outros que eu não lembro), não os usava todo santo dia, era mais quando eu lembrasse e quisesse fazer graça.

Até que eu conheci o 212 da Carolina Herrera. Depois disso eu usava todo dia e você sempre ia me encontrar com aquele cheiro.

Isso foi há alguns bons anos atrás.

E eu não sei porque eu meio que parei de usar mesmo o dito cujo desde o fim do ano passado. Mesmo tendo ainda um vidro lacrado que eu ganhei  de presente.

Até que conversando sobre perfumes com o pessoal da minha faculdade (sim, me formei em Propaganda e Marketing pela ESPM ano passado, mas agora estou fazendo Design de Produto na Belas Artes. #meninaestudiosa) eu acho que caiu a ficha de porque eu parei de usar um perfume que eu gostava tanto.
Entre os tantos cheiros, não demorou para o 212 aparecer na conversa e fazer minha amiga soltar a pérola:
– 212 é perfume de piriguete.
Eu quis arrancar a cabeça dela  percebi que o real motivo do meu abandono foi que eu descobri o Scarlett da Cacharel ❤ o 212 virou um perfume comum, que todo mundo usa.
E daí a gente chegou a conclusão de que de tanto as pessoas escolherem ele, acabou gerando essa impressão negativa.
Como é um perfume jovem, as meninas usam aos litros, fazendo com que ele fosse mais difundido do que os usuários gostariam (vai negar que quanto menos gente usar o mesmo que você, melhor?). E por isso ela disse, erroneamente, que é de piriguete.

Pode pesquisar entre 10 amigas, pelo menos 1 tem o dito cujo. Ele tá tão pop que até as mais velhas estão usando.
Outro dia mesmo eu encontrei uma tia e percebi que ela tava usando, e quando eu comentei, ela disse “adoro, encomendei pra mim uma vez e agora uso sempre”.

Nada a ver essa coisa de só pessoas mais novas usando. haahhahahahahah #tômecontradizendo
Acho que cada um é livre pra usar o que bem entender, independente de idade, sexo, cor e whatever mais vocês quiserem.

Mas só um pedido, não cheguem perto do Scarlett, ok? Eu ainda gosto muito dele. Mesmo. hahahahahahah

Não é frescura, chatice ou coisa do tipo é, é sim. É questão de identidade isso, é charme, é personalidade, sei lá.  E não venham com mimimi pro meu lado, porque eu sou totalmente a favor das pessoas usarem o Scarlett….. LÁ NA FINLÂNDIA.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s