Série Rainha da Fofoca – Meg Cabot

serie_rainha_fofoca

O Diário da Princesa foi o meu primeiro contato com a escritora Meg Cabot, quando o filme foi lançado pela Disney em 2001, e eu, fui atrás do livro, e consequentemente, da série, e depois de outros livros da Meg, de quem hoje sou uma grande fã.

Então era natural que eu lesse a trilogia A Rainha da Fofoca.

Livro 1 – A Rainha da Fofoca

rainha_fofoca_umSinopse: Lizzie Nichols não tem a mínima ideia do que vai fazer da vida e está detonando o dinheiro da formatura em uma viagem para visitar o namorado que conheceu há apenas três meses, mas isso não é nada. O problema é que Lizzie não consegue guardar nenhum segredo, o que a coloca em situações delicadas, como ficar presa em Londres sem um teto ou dinheiro. Felizmente uma amiga está por perto para ajudar, mas ela estraga tudo outra vez. Lizzie está no limite e precisará provar que pode usar sua boca grande para algo de bom.

Pitaco: Adorei o livro. Achei engraçado, com “drama” e romance na medida, mas com o final que você já espera de um livro da Meg Cabot, o que não é ruim de maneira alguma.
Leitura fácil, rápida e gostosa, como todo livro da autora.
A Meg tem o dom de construir personagens que fazem você ficar apaixonada, e nesse, não foi diferente. Não só pela bocuda Lizzie, mas também pelo Luke, pelo Chaz e pela Shari, que estão muito bem construídos.

Tudo parece perdido quando Lizzie Nichols vai para Londres encontrar seu namorado, que não é bem quem ela imaginava, mas num golpe do destino ela conhece (e conta sua vida toda para) Luke, um estranho super simpático que não é ‘apenas’ um estranho que ela nunca mais vai ver. E agora ela tem que dar seu jeito de consertar tudo que a sua bocona não conseguiu segurar.

E gente, o Luke é tão fofoooooo! #QueroUmPraMimJá

Uma das coisas que eu notei nesse livro, é que ele é um pouco mais adulto, não recomendaria para as leitoras tão jovens da Meg, pois ele tem cenas de sexo. 😉

Link do livro no Skoob

Livro 2 – A Rainha da Fofoca em Nova York

rainha_fofoca_doisSinopse: Lizzie Nichols está de volta, sapateando nas ruas de Nova York e procurando por um emprego, um lugar pra morar e seu próprio lugar no Universo (não necessariamente nessa mesma ordem). O uso da palavra com M (Morar Juntos) de seu namoradinho Luke fez com que ela alegremente abandonasse os planos de dividir uma kitnet com sua melhor amiga, Shari, em troca de morar junto do amor de sua vida no caríssimo apartamento da mãe dele, na 5º Avenida. Lizzie foi parar em uma festa 0800 na sua área – com um vestido de casamento vintage – e um emprego de recepcionista no escritório de advocacia do pai do namorado de Shari. Então, a vida está boa… por agora. Mas quase que imediatamente, sua notável grande boca vai metê-la em confusão. No trabalho, ela está se tornando muito próxima da socialite Jill Higgins, futura noiva, inflamando a ira da problemática futura sogra de Jill. Em casa, ela cometeu o grandíssimo erro de falar a palavra com C (Casamento) para o averso-a-compromissos Luke. Mais uma vez a falta de emprego e de lugar para morar paira sobre a azarada e fofoqueira Liz – a menos que ela consiga descobrir um jeito de fofocar seu Felizes Para Sempre.

Pitaco: Honestamente acho que se tivesse parado no primeiro livro, estaria muito bom, mas Meg inventou de continuar…
Achei a história meio frágil e com alguns detalhes muitos insignificantes para representarem toda a mudança que a Lizzie passa. São acontecimentos banais que não justificariam, na vida real, um término de relacionamento, não da maneira como foi.
Ok, é um livro, eu sei. Mas acho que ela exagerou na hora de escrever.
Ela tinha personagens tão bacanas, e meio que acabou com eles. Shari e Luke, cadê vocês nesse segundo livro? 😦

Mas continua engraçado e leve, com a mesma escrita gostosa que a gente já conhece.

Conciliando dois empregos, Lizzie continua com a sua mania de abrir a boca quando não é chamada (e ter que resolver os problemas acarretados por isso). Por um devaneio, ela acha que vai ser pedida em casamento, mas acaba descobrindo que não é bem isso que o Luke planeja e daí começam os grandes problemas: mudança de casa, de emprego e…. de namorado.

Os chefes franceses dela são muito engraçados! 🙂

Link do livro no Skoob

Livro 3 – A Rainha da Fofoca Fisgada

rainha_fofoca_tresSinopse: No último livro da série bestseller do New York Times, a vida não podia estar melhor para Lizzie! Ela parece ter tudo o que sempre quis: conseguiu um emprego em Nova York, está fazendo aquilo que mais gosta trabalhando numa loja de restauração de vestidos de noiva e Luke, seu namorado gatíssimo e cheio da grana, finalmente a pediu em casamento. Mas por que será que Lizzie não consegue ficar satisfeita por estar a alguns passos do altar? Parece que ninguém está se importando com o que Lizzie quer fazer da vida! Só sua avó – com seu jeito peculiar –, suas funcionárias na Chez Henri e uma cliente celeb louca de pedra para clarear suas ideias e mostrar que seu futuro estava ali ao seu lado o tempo todo…

Pitaco: A escrita da Meg não muda, claro, continua divertida do jeito que sempre foi, mas a vida da Lizzie, meu Deus! São tantas mudanças que parece ser uma Lizzie totalmente diferente e nova.
Ela vira empresária, conhece pessoas novas, perde algumas queridas, e muda sua vida completamente, sem perder a mania de abrir a boca demais.
Se o Luke já estava sumido no segundo livro, nesse então ele desaparece praticamente. Já o Chaz ganha mais destaque ainda, o que é legal, porque eu sempre gostei muito dele. Ele é engraçado. 🙂

Spoilers no próximo parágrafo:

Pessoalmente não gostei do final da série. Pareceu que a Meg simplesmente cansou do Luke e jogou ele para escanteio, colocando umas viagens no meio, mudando o comportamento dele, e simplesmente contradizendo o que ele havia dito no 1º livro. Achei incoerente não só pelo fato dele ir atrás de dinheiro, quando disse que ia terminar a faculdade de medicina, mas também porque ele sempre foi tão certinho, não beijou a Lizzie enquanto estava com a Dominique, mas daí virou pegador e traidor? Ele lembrava de detalhes, como ela gostar de Coca Light, e nem sequer foi lá dar suporte pra ela quando a vovó morreu. Parece outro personagem! A Meg construiu o Luke tão perfeitamente no livro um e simplesmente destruiu ele durante os outros dois livros. 😦
E e eu gosto do Chaz, ele é muito fofo, mas não para a Lizzie, poxa! Ok, eles combinam, ele é divertido, inteligente e tal, mas ele não é o Luke do primeiro livro. 😦

Link do livro no Skoob.

Resumindo: Se você leu o primeiro e amou o casal de protagonistas, Lizzie e Luke, eu recomendo que pare no 1º volume, mas se você não faz questão deles juntos, e gosta de reviravoltas, os outros dois livros estão liberados.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s