Avril Lavigne

Lembram quando eu mostrei o clipe de Here`s To Never Growing Up e disse “Avril, estou aguardando para ver se esse álbum novo vai ser melhor e a gente voltar a se entender, ok?;)“?????
Então, esse dia chegou.

avril_lavigne_album

Na terça-feira agora, dia 5/11 eu tava passeando pela Saraiva e vi o novo CD, chamado Avril Lavigne, para venda. Eu sabia que tinha sido lançado agora, mas não sabia que tinha sido no mesmo dia. Decidi comprar pelos velhos tempos de fã apaixonada (sdds 2002), afinal, já fazia um tempo que estava desanimada com os trabalhos da loirinha. Já fui ouvindo no carro, e, para minha surpresa, adorei o álbum, que é produzido pelo LA Reid, que foi quem descobriu a moça quando ela tinha 15 anos, e produziu o 1º, e melhor, álbum, Let Go. Eles deveriam sempre trabalhar juntos.

Avril Lavigne é novo, é revigorante, tem batidas deliciosas, é pop, é engraçado, é doce, e prevejo vários hits. Sério, de 13 faixas, acho que umas 9 podem ser singles, contando já com os 3 lançados. Deve tá cheio de auto tune nesse cd, pq quando assisti os 2 shows dela aqui em 2011 (foi 2011? hahahahaha) ouvi desafinar várias e várias vezes, mas WHO CARES? O cd tá incrível. MESMO. MESMO. MESMO. Pra nenhum fã de Let Go botar defeito.

Rock n Roll

Apesar de não ter gostado do clipe, achei uma delícia só a música. Animada, com batidas legais, fica mesmo na cabeça. Não a toa, já foi lançado como single, né?

Here`s To Never Growing Up

Bom, eu já manifestei o quanto eu amei essa música, não só por ser deliciosa de ficar ouvindo vezes seguidas, mas pela letra, pelo clipe, pela Avril vestida de Skater girl em homenagem aos antigos fãs e à sua carreira. Uma das minhas preferidas.

17

É a que, na minha opinião, mais lembra o Let Go, mas também é uma delícia de ficar ouvindo. Musiquinha chicletinho, com refrão bem marcado e fácil de ser decorado. Possível single, sim ou claro?

Bitchin` Summer

Das mais agitadas, acho que é a minha favorita. Batida super gostosa, letra despretensiosa, parece música de verão mesmo, quando vc reúne a galera, sabe? Vira single fácil fácil.

Let Me Go (Com senhor Lavigne Chad Kroeger)

Uma música mais calma e com letra um pouquinho mais romântica. Não vou dizer que é a minha favorita, porque não é. Mas tem uma proposta diferente do resto do álbum, eu achei. É o atual single da moça.

Give You What You Like

A baladinha do álbum, e minha favorita. É a mais calma e mais “intensa”, com uma letra menos divertida, e mais honesta. Mais sentimental, mas não melosa. Mas com os mesmos refrões chicletes e potenciais de single. É acústica.

When you turn off the lights
I get stars in my eyes
Is this love?
Maybe someday
So, don’t turn on the lights
I’ll give you what you like

Bad Girl (feat. Marilyn Manson)

É muito rápida essa música e um pouco mais “dark”, claro. Mas é bem divertida, como não poderia deixar de ser. Achei que apesar de improváveis, a parceria deu muito certo.

Hello Kitty

Aqui a Avril volta a falar japonês e é claramente  a que tem a letra mais divertida de todas. É bem animada e rápida também.

You Ain’t Seen Nothin’ Yet

De volta às batidas de possíveis singles, Avril nos traz alegria e energia com essa música, e lembra até um pouco The Best Damn Thing. Gostei muito.

Sippin’ On Sunshine

Mais uma das que eu mais gostei, e que eu acho que faria sucesso se fosse single. Mais uma sobre rapazes, mas isso não é uma coisa ruim, é? Letra chiclete, batida gostosa. Eu adorei muito essa.

Hello Heartache

Aqui a batida fica menos intensa, mas não calma, e eu achei realmente boa. As diferenças entre Avril e algum namoradinho dela realmente se encaixaram muito bem no ritmo.

Falling Fast

Mais uma acalmada no ritmo da música, já anunciando o final do álbum, mas sem perder a qualidade. Aqui a moça conta as coisas boas que esse novo amor trouxe pra ela. Seria sobre o Chad?

Hush Hush

A última música do disco é mais parada, mas não estática. Tem seu ritmo diminuído pra contar a história de um amor que aparentemente não deu certo. Não vou dizer que tá no meu top 5 do álbum, mas com certeza não é ruim. Só é mais calma e dá uma quebrada no álbum que é todo pra cima, mas achei bom porque não parece que “acabou a música no meio da festa” se tivesse sido uma mais agitada. Me lembra mais o álbum Goodbye Lullaby.

Realmente achei o cd muito bom mesmo e traz novos ares pra carreira da moça, que estava precisando, pois a concorrência está grande!! E ela conseguiu com honra, pelo menos eu achei. Remete à aquela cantora que eu conheci no começo de carreira, mas de uma maneira nova, transformada e madura, claro. Avril, parabéns e continue assim, que vc arrasou! 😀
Não consigo parar de ouvir. Já deve ter tocado mais de 10 vezes aqui em casa. Em em menos de 24h.

Anúncios

One thought on “Avril Lavigne

  1. Pingback: Os melhores álbuns de 2013 | Mônicando

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s