O Herdeiro – Joice Bittencourt

Atenção: esse livro tem cenas de sexo explícito. 

Estava doida atrás do livro, mas descobri que só seria possível ler se comprasse pela Amazon. Fiquei tentada, mas acabei resistindo por conta do alto valor por um e-book sem editora, mesmo sendo o líder da categoria pela Amazon.
Foi então que descobri o Kindle Unlimited, a assinatura de livros do site, onde é possível ler quantos livros eu quiser (até dez de uma vez), por apenas R$19,90 por mês, sendo o primeiro mês grátis. Óbvio que no mesmo instante em que fiz a assinatura baixei O Herdeiro.

o herdeiro_joice bittencourtSinopse: Você aceitaria cinco milhões de dólares, um apartamento, empregados e uma mesada absurda para dar um herdeiro a um homem?

Essa foi à proposta de RUDY SCHEIDEGER.

LAURA teria que assinar um contrato onde aceitaria engravidar de forma natural e conceder ao pai todo o poder sobre a criança, seria sua mãe e não poderia ser separada do filho, porém, não teria nenhum poder de decisão sobre sua vida, desde a escolha do nome até a faculdade, tudo seria definido pelo pai.

E ai, aceita?

Aceitar a essa proposta não será tão simples assim, é impossível se relacionar com um homem tão marcante e não sai marcada. O mundo dá voltas e sempre nos surpreende!

Pitaco: Quando li a sinopse achei muito diferente do que estou acostumada a ler, e achei a ideia bem legal.
Não sou fã de literatura erótica, acho que o sexo apenas pelo sexo narrado, é muito mais sexy quando não é tão explícito, onde a imaginação toma conta e a sensualidade é liberada, e não escrachada. Mas sendo uma pessoa de comunicação e geminiana não me contive e fiquei curiosa para saber o que aconteceria, não pela história em si, pois é muito óbvio até para quem leu apenas a sinopse o que vai acontecer. Mas eu queria saber COMO aconteceria.

Queria ficar indecisa junto com Laura sobre assinar ou não o contrato. Queria que ela não tivesse cedido tão rapidamente (eu sei, eu entendo o motivo, mas este poderia ter sido utilizado posteriormente). Esperava bem menos chatice e um pouco mais de gratidão de Poliana, e um pouco mais de pé no chão em termos de valores, e fatos que estão no Brasil. A história se passar em NY não bate muito com o passado da personagem, eu fiquei com a impressão de que tudo foi conectado de qualquer jeito apenas para a história fazer sentido, não por ser verdadeira. Não comprei a história de vida das meninas e muito menos da mãe, me desculpe.

O pai do Rudy é um nojento e me impressionou ele obedecer as ordens de alguém tão cruel por tanto tempo. A maneira como ele aborda Laura também é desagradável, e tive a impressão que tudo se desenrola tão rapidamente que me deixou um pouco frustrada por ser rápido demais.
Algumas passagens da vida de Laura e Poliana são contadas muito rapidamente e sem profundidade, não dando chance de criar conexão com o leitor. Não vou dar spoilers aqui, mas elas tinham traumas fortes que foram resolvidos praticamente de uma página para outra sem maiores explicações. Além dos conflitos entre Rudy e Laura, que deveriam ter sido melhor trabalhados, sem tanta infantilidade e baboseiras.
Em quase todos os momentos a autora optou por usar clichês incrivelmente batidos, deixando a história sem um clímax. Sim, tem um suspense no começo, mas depois fica tudo monótono. Não existe mais vilão, não existe mais ressentimentos, não existe mais nada além de muito açúcar e sexo.

Nunca achei que diria isso pois sou uma pessoa pró-vida e sempre fico chateada quando um personagem morre, mas tem horas que temos que soltar as amarras. A Culpa É Das Estrelas me ensinou isso. hahahahha
Penso que o livro teria ganho uma emoção a mais do que indiferença se o final não fosse mais batido que pão sovado.

Na minha opinião faltou humanidade nas personagens, que ficaram fúteis e vazias. Faltou aquele toque de identificação que faz com que nos apaixonemos por alguns livros. Faltou também muita revisão de texto, pois encontrei erros grotescos de português. Erros que me tiravam a concentração da leitura. Nem a própria autora definiu como se escreve o nome da irmã da personagem principal.

É uma ideia boa, mal desenvolvida. E aquele bônus, apesar de contar o que aconteceu com a irmã, poderia ser cortado pela metade, pois é muito repetitivo. A Poliana poderia ser cortada da história por ser muito ingrata e chata.
Por falar em repetitivo, achei bacana colocar as visões de Laura e Rudy, mas confesso que achei muito chato e maçante quando outros contavam suas versões. Sei que existem maneiras diferentes de contar os detalhes, sem apelar para 6 narradores diferentes.
Algumas tiradas são boas, mas faltou cuidado, mais atenção, mais empenho e definitivamente mais criatividade para sair de situações não tão comuns, sem esbarrar no óbvio além da conta.

Ah, e a capa utilizada na Amazon já dá um puta spoiler desnecessário.

Vocês provavelmente vão apontar o dedo pra mim e dizer “ah mas começou como uma fiction, e ela não é autora de verdade!”. É claro que eu aceito isso, afinal, eu também não sou uma crítica de verdade, apenas dou minha opinião porque gosto, mas existem outras autoras que também não são profissionais, mas que talvez tiveram mais habilidade em construir uma história. O meu exemplo favorito é a Clara de Assis, que criou um dos meus favoritos, Aluga-se Um Noivo (que aliás já tem um post pronto desde que me apaixonei pela história, antes dela também ser vendida pela Amazon). Não fiquem bravas comigo. E Joice, se um dia você chegar a ler isso, saiba que de coração eu espero que você desenvolva sua escrita e não leve à mal o que eu digo, mas utilize essa crítica como degrau para ser uma ótima escritora no futuro.

‘Eu preciso descobrir tudo sobre a loira da cafeteria, não posso simplesmente chegar perguntando se ela está afim de fazer um filho comigo… Posso?’

Skoob

Onde comprar

Anúncios

6 thoughts on “O Herdeiro – Joice Bittencourt

    • Oi, Daniela.

      Eu baixei ele pelo kindle unlimited. Mas não consigo enviar para ninguém através do aplicativo, pois é como se eu tivesse alugado o livro. 😉
      Você encontra o livro na loja da Amazon brasileira.

  1. Oi, Mônica.
    Então… Li atentamente tudo que escreveu e com certeza vou levar para os meus projetos futuros. Não vou dizer que concordo com tudo, porém, usarei como base para o meu aprimoramento.
    Fico feliz que tenha lido o meu livro.

    • Joice,

      Em primeiro lugar, obrigada por ler.
      É claro que ninguém é obrigado a concordar com nada, dei apenas a minha opinião com base nas minhas experiências culturais. Como eu disse no começo, não sou fã de literatura erótica e, portanto, não posso compará-la com outras autoras do gênero, apenas com diversos outros autores profissionais e mais famosos – o que pode não ser justo – mas é o que possuo base.
      Isso não muda em nada o seu trabalho ou mérito, nem para mais e nem para menos. O simples fato de colocar uma obra para outras pessoas já é de se elogiar, e saber aceitar críticas, mais ainda.

      E escrita é isso aí, quanto mais praticamos, mais evoluímos. Espero que esse não seja o nosso único contato, e que eu possa ler algo seu muito em breve, com uma nova opinião. 😉
      Boa sorte!

      • Com certeza teremos muitos outros contatos. Realmente aceito o que escreveu e gostei de ter lido. Achei por acaso, enquanto vasculhava a internet e refleti sobre a sua resenha durante a madrugada.
        Espero que nos próximos eu já tenha me aprimorado, vou esperar ansiosa.
        Fique bem!

      • Pontos de vistas diferentes nunca fazem mal quando temos a intenção de nos aprimorar. Mais uma vez, parabéns por saber aceitar uma crítica.

        Nos falamos em breve. hahahhaa

        😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s