Road Session nº 11 – Brasil e Chief`s Choice nº1

Sempre rola as Road Sessions do John Mayer durante a turnê a cada novo local em que ele toca, que conta com cenas dos shows e das cidades em que aconteceram as apresentações, e saiu a do Brasil. Dá pra ver as bexigas verdes e amarelas da ação que rolou, o recadinho do John durante o show de SP e um pouquinho mais.

E a música escolhida é apenas Dear Marie. ❤

Achei esse comentário muito bom:

tamyris_john_mayer_dear_marie

(Para essa Road Session em particular, tinha que ser Dear Marie. Nós arrasamos. Dear Marie agora pertence tanto à nós (brasileiros) quanto ao John. Dear Marie é a nossa música agora.
Obrigada por duas noites inacreditáveis, John. A espera valeu a pena E vai valer esperar pela sua volta. Nós te amamos. Nós estamos com você. Conte conosco sempre! E obrigada por sua música e talento.)

Porque é verdade, Dear Marie agora é nossa. Foi surreal quando ele começou a tocar e o Anhembi inteiro cantou junto, pois não é um single, e vale lembrar que o disco Paradise Valley foi lançado dia 20 de agosto desse ano (o álbum não tinha nem um mês quando aconteceu o show), logo, não é hit. Ele não esperava, não acreditou e a gente realmente arrasou. 😉

Chief`s Choice

john_chiefs_choice_brasil_dear_marie(De tempos em tempos ocorrem performances tão boas, que nós sentimos necessidade de compartilhá-las com mais pessoas do que as que estavam presentes naquela noite. No espírito de que “mais música é melhor”, nós vamos postar periodicamente gravações para você aproveitar e compartilhar. Nós estamos chamando-as de Chief`s Choice (escolha do chefe). Elas virão aleatoriamente e sem aviso. Você poderá ouvir primeiro aqui no aplicativo Mayer Tour App. Então, confira sempre. E aproveite.)

E COMO NÃO PODERIA DEIXAR DE SER, DEAR MARIE, EM SP. Com direito à “owwn” do John no começo e tudo.

Eu tenho a impressão de que eles criaram essa tag só pra compartilhar essa específica música, gravada aqui no Brasil, com o mundo, pq foi um momento muito insano pra quem tava presente, imagino pro John… Ouçam e tirem suas próprias conclusões.

Anúncios

John Mayer no Rock In Rio 2013

A Maratona John Mayer não pára! hahahahah Ainda falta 1 post sobre dois shows menores.

phillips_rir_g1_01

(owwwn que tchuco nessa foto *-* Tem mais fotos lindas do G1 aqui)

Phillip Phillips também fez a “abertura” com um show bem parecido com o de SP. Animou a galera, cantou, pulou, suou e fez até cover de Thriller, do Michael Jackson. Suas músicas principais Gone, Gone Gone, Get Up e Home foram bem cantadas também. A ordem tocada das músicas foi a seguinte:

1 – Get Up
2 – Man On The Moon (onde emendou um pedacinho de Give It Away, do Red Hot Chili Peppers)
3 – Drive Me
4 – Gone
5 – Where We Came From
6 – Wanted is Love
7 – Hold On
8 – Thriller (também puxou Let´s Get It On, do Marvin Gaye)
9 – Home

Bom, depois do show maravilhoso em SP (para ver o post, clique aquiJohn Mayer foi pro Rio de Janeiro participar do Rock In Rio, no dia 21/09.

john_rir_g1_09

Eu assisti pela TV e tava quase pirando. Obrigada Multishow por transmitir o evento! Muito amor pra vocês.
Se você não viu, quer ver de novo ou salvar pra sempre, tem ele inteiro aqui, pq algum filho de Deus fez esse favor. E no meu ipad também já tem… hahahahah

john_rir_g1_08Mesmo com o pouco tempo disponível para a apresentação, sr. Mayer agradou os fãs com um repertório basicamente composto por seus hits mais antigos e mais alguns do novo cd, Paradise Valley. Já no final uma mudança de planos causada pelos próprios fãs, que prontamente fora atendida. Isso é ser fã de John Mayer, é ter o coração forte pra momentos lindos como esse. Acho que teria sido um show igual ao de SP, se não tivesse metade do tempo. As caretas, a fofura e os solos de guitarra também não poderiam faltar. 😉

john_rir_g1_01

Com uma camiseta rosa/salmão, calça branca com casaco amarrado na cintura e a faixa na cabeça,  John entrou já tocando No Such Thing, e continuou com a animada Wildfire (uma das minhas preferidas) e depois Queen Of California, que naquele final que eu adoro quando ele fala “everybody get down” virou “Rock In Rio get down”.

A próxima foi a linda maravilhosa querida I Don`t Trust Myself (With Loving You), quando o John arriscou suas fofas reboladinhas, que me deixaram as meninas mais enlouquecidas ainda. Como de costume, tocou Half Of My Heart seguida de Slow Dancing In a Burning Room, terminando a trinca arrasa corações que essas músicas compõem.

john_rir_g1_03Com a música de clima mais intenso e “íntimo”, John tocou Daughters para a loucura da platéia. Continuou com Your Body Is A Wonderland e deu uma palhinha de Neon no finalzinho, só pra lembrar que ela existe. Waiting On The World To Change foi a próxima e mais uma vez ele introduziu Dear Marie como sendo do novo álbum e que quem soubesse, para cantar com ele. No final a galera puxou o coro de “ôôôôô” e ele voltou e começou a falar “I love you, I love you, I love you” e eu achei que era pra galera, já tava morrendo de ciúmes, mas ele continuou “I love you, I love you, my Dear Marie” hahaahahahaha. Daí tudo bem. u.u

john_rir_g1_05E então que aconteceu o momento mais fofo de todo o show, que foi quando ele terminou Dear Marie e a galera começou a gritar “Stop This Train” e ele perguntou se era isso mesmo, disse que não tinha tempo pra tocar e rapidamente já deixou a platéia escolher, o que eu achei sensacional da parte dele, já que a maioria dos artistas não faz isso. E gostei de ver a rapidez com que ele decidiu que a galeria ia escolher entre Stop This Train e Vultures (:/). Acabou que Vultures perdeu. Eu teria gritado pras duas músicas, que eu adoro.
Pra quem quiser ver esse momento, começa nos 55 minutos. 🙂 O link do vídeo, mais uma vez, é esse aqui. (Eu já assisti umas 100x, ele é muito fofo! *-*)

john_rir_g1_13Ele continuou com Why Georgia, e terminou com Gravity e seu solo maravilhoso no chão, depois de pedir muitas desculpas por ter demorado tanto, dizer que amava todos ali e que iria voltar em breve para recompensar o tempo perdido e também o pouco tempo disponível para o show.

Acho que por ter sido apertado o tempo, o John acabou não interagindo tanto, mas pro tamanho da apresentação (1:17h) foi o suficiente, penso eu.
Dava pra ver novamente que ele não queria sair do palco e que estava ainda impressionado não só com a quantidade de gente, mas também como todos cantavam todas as suas músicas.

Se em SP ele entendeu o motivo dos artistas gostarem tanto do Brasil, no RJ ele assinou embaixo. 😀
Vem John, vem pegar dinheiro aqui, como todos estão fazendo. Nem ligo. hahahahahaha

john_rir_g1_15

Apesar do curto tempo foi um show maravilhoso, e o mais bacana é que foi passado pela TV e eu pude assistir no conforto da minha casa, sem gastar 1 centavo! E o melhor, acompanhando os tweets alterados da mulherada. Comédia total, pior que no show do Justin… hahahahahhahaha

Agora acabou John no Brasil e começou a campanha: VOLTA LOGO, JOHN!!

Esses foram alguns que eu retuitei:

twitter_john_mayer_rir_monica_nadal

O G1 tirou fotos lindas do show, clica aqui pra ver todas.

john_rir_g1_07

Dia 4 – Chip, Choro e Volta

A gente acordou, tomamos café, e fomos arrumar a mala.

Foi nesse exato momento que perguntei pra minha mãe sobre o chip e a bateria extra que tinha entregue pra ela no dia anterior e que ela estava fazendo graça em me entregar. Ela começou a fazer cara de ué e meu coração começou a bater mais rápido e quando ela disse que não sabia de chip nenhum eu comecei a revirar a bolsa dela e chorar que nem criança. Não conseguia acreditar que eu entreguei o negócio pra ela pra não estragar com a chuva e ela tinha perdido. Eu me lembrava das poucas fotos que eu tinha do FF lá, e chorava mais ainda. Eram poucas, mas eram perfeitas; principalmente a foto em que o Dave tava com a guitarra azul tocando These Days, tava a foto mais perfeita do planeta. E já era.
Minha mãe foi ficando desesperada, pedindo desculpa, e começou a chorar também, falando que tinha estragado minha viagem (ela não fez isso, mas com certeza estragou a minha lembrança). E eu não conseguia acreditar. Tava muito nervosa na hora. Foda-se a bateria, foda-se o chip, foda-se o dinheiro que praticamente foi rasgado pra comprar essas merdas, lembrar daquela única foto aperta meu coração até agora.

Mas no final eu é quem tive que acalmar ela, pq ela começava a chorar toda hora. (PQP, além de ficar sem foto ainda tive que aguentar isso. Mães. ¬¬) Se você nunca viu sua mãe chorar, vc não sabe o quanto dói, e eu não podia fazer nada, né? Mas que até hoje eu tô com raivinha, eu tô. hahahaha

(A gente andou pela cidade pra comprar um tênis pra mim, pq o meu tava encharcado e não dava pra usar, mas eu realmente não estava no clima de nada)

Daí a gente foi almoçar e eu peguei a câmera e comecei a ver as fotos de todas as bandas, menos do FF, quando de repente minha mãe diz “Eu gastei toda a sua bateria tirando fotos do FF ontem”, e eu comecei a procurar loucamente as fotos, e quando achei comecei a chorar que nem neném, porque foi uma surpresa. Pra quem não tinha nenhuma porra de foto, era alguma coisa. Não era nem de longe o que eu pretendia, pois estavam tortas, tremidas e de telão, mas eram alguma coisa, pelo menos.

Então a gente foi pro aeroporto (de chinelo) e eu meio que esqueci tudo que tinha acontecido, e me acabei fali esbaldei no free shop.
A vendedora louca não deixou eu levar o perfume que eu queria porque ela disse que não era pra minha idade, que eu tinha que ter uma coisa mais jovem e tal e queria porque queria que eu trouxesse o novo da Diesel (Se eu não me engano era o L’overdose), mas eu não gostei do cheiro, e ela tentando me convencer e tal e perguntou para o outro funcionário qual era o melhor e ele disse sei lá o que, mas que era o meu. HAHAHAHAHAH
Daí ela não desistiu, me mostrou mais uns 15 e no final ela realmente achou um novo da Cacharel, chamado Scarlett, que é delicioso, e eu me dei por vencida e levei. Ela me deu umas amostras de presentes, 1 blush da Dior e um creme de alguma outra marca que eu esqueci.
No final, as duas saíram felizes. ahauahauhauhauh

De janta tinha carne (igual ao da ida) ou lasanha de frango com espinafre, e eu peguei a lasanha pq sei lá, mas até que tava bom. E tomei cuidado extra com a caldinha do pudim. hahahahahahah


Achei super engraçado que durante o voo, além de passar um filme (Cada Um Tem A Gêmea Que Merece), as aeromoças estavam vendendo perfumes nos carrinhos (!) e também porque era aniversário de uma delas e o comandante fez a galera cantar “Parabéns pra você”. 🙂

Chegamos em SP e ficamos esperando o ônibus da TAM, levar a gente até Congonhas e fomos pra casa. Chegamos em casa lá pelas 2:30 da manhã, sabendo que daqui a 2 dia teria o Lollapalooza, com mais FF! *-*